• #1 NetSpot
  • Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi
  • 4.8
  • 969 Avaliações de usuários

Como Hackear a WiFi

Você pode não perceber, mas há muitas pessoas dispostas a pagar por suas informações pessoais e muitas pessoas que não têm medo de infringir a lei para fornecê-las.

escolha preferida
  • NetSpot
  • Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi
  • 4.8
  • 969 Avaliações de usuários

Estamos falando, é claro, de hackers black hat, phishers e outros cibercriminosos que estão dispostos a fazer de tudo para invadir redes WiFi.

Por que Aprender a Invadir o WiFi

Quanto mais conectados estamos, mais premente a questão da segurança online se torna. Às vezes, a melhor defesa é aprender as táticas do seu inimigo e esse certamente é o caso quando se trata de se proteger contra várias ameaças online.


Neste artigo, explicamos como os cibercriminosos descobrem senhas e redes WiFi. Saber como os hacks de senha WiFi são executados permitirá que você empregue medidas de segurança adequadas para proteger sua própria rede e permanecer seguro online.

A única ferramenta que você precisará usar é o NetSpot, um app profissional para Windows e macOS para realizar um levantamento local das redes sem fio, a análise da WiFi e a solução de problemas . O NetSpot é gratuito para download e pode ser instalado em qualquer MacBook executando o Mac OS X 10.10+ ou em qualquer laptop com Windows 7/8/10.

Como Hackear Senhas WiFi

As redes WiFi contam com vários padrões de segurança sem fio para impedir o acesso não autorizado. Os padrões de segurança wireless mais comuns são:

  • WEP: Introduzido como parte do padrão 802.11 original ratificado em 1997, o WEP (Wired Equivalent Privacy) é um algoritmo de segurança obsoleto. Ele usa a cifra de fluxo RC4 para confidencialidade e a soma de verificação CRC-32 para integridade. Em 2001, um grupo de pesquisadores de segurança publicou um método sobre como explorar a maneira como a cifra RC4 é usada no WEP. A vulnerabilidade torna possível invadir praticamente qualquer rede WEP em poucos minutos, usando programas de software prontamente disponíveis e equipamentos de rede básicos. É seguro dizer que até crianças podem aprender a invadir uma WiFi protegida por WEP com o mínimo esforço.


  • WPA: Naturalmente, um padrão de segurança sem fio mais seguro teve que substituir o WEP e, em 2003, o WPA (Wi-Fi Protected Access) foi lançado. Para evitar os tipos de ataques que comprometeram o WEP, o WPA contou com o TKIP (Temporal Key Integrity Protocol), empregando uma chave por pacote gerada dinamicamente para cada pacote. Também incluiu algo chamado Verificação de Integridade da Mensagem para impedir que um invasor altere e reenvie pacotes de dados.

  • WPA2: Eventualmente, o WPA foi substituído pelo WPA2, que implementa todos os elementos obrigatórios do padrão IEEE 802.11i, incluindo suporte para CCMP e um modo de criptografia baseado em AES. Embora seja muito possível aprender a invadir o WiFi de alguém, mesmo quando ele usa o WPA2, esses ataques exigem um grau de sofisticação que os inviabiliza para a maioria dos criminosos cibernéticos.

Naturalmente, os cibercriminosos priorizam alvos mais fracos do que aqueles que dependem de padrões de segurança mais modernos.

Use o NetSpot para encontrar redes WiFi fáceis de invadir

A primeira coisa que a maioria dos hackers faz é usar uma ferramenta de análise WiFi, como o NetSpot, para localizar redes protegidas por WEP. Diferentemente das redes sem fio que usam WPA ou WPA2, as redes protegidas por WEP são muito fáceis de invadir, ou seja, não é preciso mais nada além de um laptop e o software certo.

O NetSpot possui um modo de análise de WiFi chamado Discover. Você pode usar esse modo para coletar todos os detalhes sobre as redes WiFi próximas a você. O NetSpot permite ver os nomes das redes que estão ao seu redor, os níveis de sinal, os canais em que elas transmitem e também o modo de segurança delas.

Modo Descoberta
Modo Descoberta

Se você encontrar uma rede que usa a segurança WEP, pode ter certeza de que qualquer pessoa poderá aprender a invadi-la, porque aprender a hackear uma senha WiFi nem é a parte mais difícil; a parte mais difícil é encontrar uma rede WiFi que ainda utilize a segurança WEP. Mas com o NetSpot, isso fica muito fácil.

Como Proteger uma Rede WiFi Contra Hackers

Para proteger a sua rede WiFi contra hackers, você deverá garantir que ela faça uso de um forte padrão de segurança de rede sem fio e possua uma senha segura.

  1. Abra o NetSpot.
  2. Entre no modo Discover (Descoberta).
  3. Localize a sua rede WiFi na lista de redes disponíveis.
  4. Dê uma olhada na coluna Segurança e veja se está escrito "WPA2".
  5. Caso afirmativo, a sua rede WiFi atende aos pré-requisitos básicos de segurança.

No entanto, se a sua rede WiFi não estiver protegida pelo WPA2, será preciso alterar as configurações de segurança do seu roteador o mais rápido possível. Como cada roteador é diferente, as etapas variam de roteador para roteador. Geralmente, você precisará:

  1. Descobrir o endereço IP do seu roteador.
  2. Acessar a interface administrativa do roteador.
  3. Selecionar WPA2 como o padrão de segurança sem fio.
  4. Salvar as configurações e, possivelmente, reiniciar o roteador.

Sempre que alterar as configurações de segurança do seu roteador, use o modo Discover (Descoberta) do NetSpot para verificar se as configurações foram realmente aplicadas. Além de usar o WPA2 como o padrão de segurança da rede wireless, você também precisará escolher uma senha WiFi forte para evitar invasões pela quebra de senha. Estas são algumas características de uma senha forte:

  • Ter pelo menos 12 caracteres.

  • Usar uma combinação de letras, números e caracteres especiais.

  • Evitar usar senhas comumente usadas (12345ASFD).

  • Ser uma senha completamente sem sentido.

  • Não conter informações pessoais (data de nascimento, nome de solteiro e assim por diante).

  • Ser exclusiva e não ser usada em nenhum outro lugar.

  • Não escrever em um pedaço de papel ou salvar no navegador.

  • Não compartilhar com ninguém.

Conclusion

Aprender a hackear senhas WiFi permite avaliar melhor se sua rede sem fio está vulnerável às ameaças modernas de segurança cibernética. Com aplicativos analisadores de WiFi gratuitos e fáceis de usar, como o NetSpot, você poderá descobrir as fraquezas e melhorar as suas defesas de segurança cibernética em questão de segundos.

O NetSpot também poderá otimizar a cobertura da sua rede sem fio, para que você possa cobrir todos os cômodos da sua casa com um sinal forte da WiFi e, ao mesmo tempo, limitar o sinal apenas à sua casa.

Tem mais perguntas?
Envie uma solicitação ou escreva algumas palavras.

Leia o próximo em Tudo sobre Wi-Fi

Se você quer ir mais fundo no mundo WiFi, confira os seguintes artigos sobre segurança WiFi, melhores aplicativos para redes sem fio, WiFi de bordo, etc.
Adquira o NetSpot de Graça
Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi roda em MacBook (macOS 10.10+) ou em qualquer laptop (Windows 7/8/10) que tenha um adaptador de rede sem fio padrão 802.11a/b/g/n/ac.