• #1 NetSpot
  • Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi
  • 4.8
  • 969 Avaliações de usuários

Explicando os padrões WiFi

Todas essas siglas e chavões em torno da WiFi podem ser confusas. Vamos superar a desordem e explicar a diferença entre os diferentes tipos de WiFi, velocidades, criptografia e o que isso significa para você.
escolha preferida
  • NetSpot
  • Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi
  • 4.8
  • 969 Avaliações de usuários
O WiFi depende de uma ideia simples: em vez de enviar sinais através de um fio, envie através do ar. Sua evolução segue o mesmo caminho do telefone: as primeiras chamadas telefônicas foram transmitidas por fios, depois pelo ar.

As redes seguiram o mesmo caminho — primeiro com cabos grossos, depois os menores e mais rápidos, e agora transmitidos pelo ar até aos satélites no espaço.

Pule para...

Padrões de WiFi em Poucas Palavras



WiFi significa "Fidelidade Sem Fio". O que provavelmente faz pouco sentido — pois não significa Wireless Network (afinal, como iríamos chamar se assim fosse? WiNe?). A fidelidade sem fio é a medida da precisão do sinal.

Existem todos os tipos de acrônimos para os diferentes tipos de redes WiFi, mas todos significam basicamente certas coisas:

  • Até onde pode chegar o sinal sem fio
  • Quantos dados o sinal pode enviar?
  • É compatível com outros padrões?

Pense nisso como carros:

  • Um carro de corrida não pode ir longe com um tanque de gasolina ou carregar muito peso, mas pode ir muito rápido
  • Um caminhão de 18 rodas não pode ir muito rápido, mas pode carregar muitas coisas e percorrer um longo caminho
  • Uma perua não é muito rápida e não pode carregar tanto quanto um veículo de 18 rodas, mas ainda pode ir muito longe

Claro, os sinais WiFi não são carros, mas a analogia funciona muito bem. Basta pensar até onde pode ir uma rede e com que rapidez ela pode transmitir dados e os padrões farão mais sentido.

IEEE 802.11 e o Corpo de Padrões

Quem define os padrões para a WiFi? Isso fica a cargo do IEEE (Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos). Essas são as pessoas que ficam sentadas e decidem coisas como quantos bits há em um byte e os padrões de criptografia.

Eles não irão bater na porta de uma empresa e tomarão o dinheiro do almoço deles caso elas não cumpram com os padrões, mas as empresas participam e concordam com o fato de que os padrões do IEEE fazem com que suas coisas funcionem bem juntas.

Deste grupo, obtemos os vários sabores do WiFi. Eles são todos chamados de padrão IEEE 802.11 com a letra após o número 802.11. A regra usual é quanto maior a letra, mais rápida será a velocidade da rede. Quase todas funcionam em um alcance de cerca de 30 metros (150 pés).

Cada rede pode ser dividida em algumas configurações diferentes:

  • Velocidade: Quantos dados a rede pode transmitir. Isso é calculado em Mbps (1 milhão de bits por segundo).
  • Frequência: Em qual frequência de rádio a rede é transmitida. Estes são 5 Ghz ou 2,4 Ghz.

Aqui está um gráfico de padrões WiFi de cada tipo de padrão 802.11 com base em sua designação:

Nome Velocidade Frequência
802.11a 54 Mbps é o máximo, mas geralmente é de 6 a 24 Mbps 5 GHz
Notas Não compatível com redes b ou g. Esse é um dos padrões mais antigos, mas ainda está sendo usado por muitos dispositivos atualmente.
802.11b 11 Mbps 2.4 GHz
Notas Compatível com redes g. Realmente, g foi feito para ser compatível com b para suportar mais dispositivos.
802.11d N/A N/A
Notas D não é realmente um tipo de rede própria. Inclui informações adicionais, como informações sobre pontos de acesso e outras informações especificadas pelas regulamentações de diferentes países. Geralmente, é combinado com outras redes como 802.11ad.
802.11g 54 Mbps 2.4 GHz
Notas O tipo de rede mais popular. Sua combinação de velocidade e compatibilidade com versões anteriores faz com que seja uma boa combinação para as redes atuais.
802.11n 100 Mbps 2.4 e 2.5 GHz
Notas O tipo mais rápido de rede. 100 Mbps é comum, embora velocidades de até 600 Mbps sejam possíveis sob condições perfeitas. Ele faz isso usando várias frequências de uma vez e juntando essa velocidade.

A segunda regra é uma combinação de números e significa que o roteador suporta diferentes tipos de rede. Então, quando redes como 802.11 ac, 801.11 ad, 802.11 abg são listadas, isso significa que cada um desses tipos é suportado por esse roteador. Em 2018, se espera que quase todo tipo de rede seja suportado por um roteador para funcionar tanto com computadores antigos quanto com sistemas modernos.

Padrões de WiFi Mais Recentes

Com o tempo, diferentes classificações de redes WiFi receberam diferentes convenções de nomenclatura. Em vez de “802.11b”, é apenas “WiFi 1.” Muito parecido com o modo como as empresas de telefonia móvel se referem a 3G e 5G como velocidades de rede diferentes, embora o termo seja quase sempre apenas uma ferramenta de marketing.

Essa classificação deve ajudar a tornar mais fácil para os consumidores entenderem — em vez de entender uma sopa inteira de letrinhas, os usuários podem simplesmente procurar por “WiFi 1” ou “WiFi 5”.

Padrão WiFi Redes
WiFi 1 802.11b
WiFi 2 802.11a
WiFi 3 802.11g
WiFi 4 802.11n
WiFi 5 802.11ac

Mas ainda não acabou! A WiFi 6 está a caminho! Oficialmente, ela é rotulada como 802.11 ax. X? Sim, X. Se seguirmos os padrões da década de 1990, significaria “eXtreme!” Ela é feita para funcionar na faixa de 2,4 GHz e 5 GHz, oferecendo compatibilidade retroativa até as redes 802.11a. Mas também procura avançar para o futuro ao suportar frequências de 1 GHz e 7 GHz.

Isso permitirá que múltiplas frequências transmitam dados ao mesmo tempo, aumentando o potencial para 3 Gbps - embora, como em qualquer situação do mundo real, seja provavelmente mais lenta, provavelmente de 600 Mbps. Ainda muito mais rápido que os sistemas atuais.

Então, quando esse padrão será lançado no mundo? Oficialmente, o padrão deve ser lançado em dezembro de 2018, mas como aconteceu com o WiFi 4 e 5, as empresas lançaram roteadores com essa designação antes que o padrão fosse finalizado, geralmente chamado de “801.11 ax MAX” ou outras designações.

Se um roteador afirma ser compatível com 802.11ax — não é, embora com atualizações de firmware possam ser no futuro. Mas se você for impaciente, comece com Aerohive ou o NetGear.

O WiFi 6 também suporta sistemas avançados de criptografia e autenticação. Isso significa que será mais fácil conectar os dispositivos a uma rede WiFi pública, mantendo as informações privadas em sigilo. À medida que mais pessoas se conectam em cafeterias, bibliotecas, igrejas e escolas, é essencial manter conexões bancárias e outras comunicações seguras.

Há mais vazamentos de informações e dados sendo vendidos online, portanto, essas técnicas aprimoradas de criptografia tornarão mais seguro estar em sistemas WiFi públicos.

Novos Padrões WiFi: Preparando-se para um Futuro WiFi

Com os novos padrões chegando, qual é a melhor maneira de se preparar? As coisas não vão ficar paradas e esperar. Dispositivos mais antigos já possuem muita dificuldade em se conectar a um mundo WiFi moderno, como tablets mais antigos e sistemas de jogos portáteis.

Para manter a compatibilidade, certifique-se de que ao comprar um roteador, ele ofereça suporte a dispositivos herdados e que possa ser atualizado no futuro. Se já houver uma rede, é uma boa ideia entender como a rede funciona.

Netspot — analisador de rede
Netspot — analisador de rede

Usar um analisador de rede como o NetSpot pode mostrar como os roteadores funcionam atualmente. O NetSpot pode descobrir onde o sinal é mais fraco, localizar pontos mortos e quanto de "ruído" existe na rede em comparação com "sinal".

PORTANTO, NÓS RECOMENDAMOS
NetSpot
Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi roda em MacBook (macOS 10.10+) ou em qualquer laptop (Windows 7/8/10) que tenha um adaptador de rede sem fio padrão 802.11a/b/g/n/ac.
  • 4.8
  • 969 Avaliações de usuários
  • #1
  • Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi

  • 500K
  • Usuários
  • 6
  • Anos
  • Plataforma Cruzada
  • Mac/Windows

Com essas informações, você poderá definir o melhor local para colocar os roteadores (e repetidores em uma rede mesh) para obter o máximo efeito. Desta forma, quando os novos roteadores 801.11ax forem colocados em funcionamento, não haverá dúvidas de que eles estarão no melhor lugar possível. E o NetSpot ajudará a encontrar redes adicionais que possam interferir nas novas.

Tem mais perguntas?
Envie uma solicitação ou escreva algumas palavras.

Leia o próximo em Tudo sobre Wi-Fi

Se você quer ir mais fundo no mundo WiFi, confira os seguintes artigos sobre segurança WiFi, melhores aplicativos para redes sem fio, WiFi de bordo, etc.

Outros Artigos

Adquira o NetSpot de Graça
Levantamento de Locais, Análise e Solução de Problemas WiFi roda em MacBook (macOS 10.10+) ou em qualquer laptop (Windows 7/8/10) que tenha um adaptador de rede sem fio padrão 802.11a/b/g/n/ac.